11 de julho de 2016

Nasci nu. ..


. .. sozinho e pobre,
mundo testemunha a minha inocência,
com dores  cruz da vida,
e coroa de espinhos,
bastava-me o carinho humano,
clemencio do mundo amor,
recebo desalinho,
vil servidão ou demência,
na minha liberdade corro meu caminho,
redescubro quem me cobre,
rejubilo de alegrias,
enlouqueço com jeitinho,
mas morro nu e nobre.

by mghorta (Nasci Nu)



Sem comentários:

Enviar um comentário