2 de junho de 2016

Aprender Amar!

O amor de criança é a coisa mas linda, singela e preciosa deste mundo que além de tanto mal, continua a ser sem qualquer margem para duvidas a coisa mais especial. É um amor que se recebe de graça, não se cobra e quando se recebe queremos nunca mais deixá-lo. É dado e nada se recebe em troca, puro como que estivéssemos no paraíso. Ama e é pronto na sua inocência. É belo, bonito e mostra uma coragem fabulosa de amar, de uma entrega sem esperar que lhe façam mimos, sem que lhe passem a mão por cima de sua cabeça, para que depois se diga que tudo está bem e tudo vai passar meu amor.

O mundo necessita de pessoas assim, que tenham a coragem de sentir, de falar, de se mostrar, porque parece que amar se passou para um estado de falência, de fraqueza e de inexistência.

Por outro lado tem gente que se gaba por nunca ter a coragem de dizer ''EU TE AMO'', agem de uma forma snobe como que se amar fosse coisa de bicho, ou que seja de pessoas fracas.
AMAR é para pessoas de M (mulher) e de H (homem grande, dos fortes e dos que gostam de assumir que o AMOR é primordial para que tudo prossiga na perfeição.
Tem mesmo que se comer muita broa, pão duro, muito feijão e até mesmo dar trambolhão, amar é para pessoas de mente aberta, pessoas de bom encaixe e coração puro, que se dão em prol de aquilo que gostam sem ter moeda de retorno, estimam os que querem preservar para o futuro.
Orgulhosos, vaidosos, espreitas ou fofoqueiros que só sabem dar que fazer à vida alheia, estes aqui não se enquadram e nem sequer sabem expressar a palavra AMOR.

Amar é para gente que sabe ser doce, meiga, gentil, para pessoas que querem que o bem se pratique. Os invejosos, os lobos, os maus esses tropeçam nas 4 letras que é amar, esses por favor afastem-se dos que de uma forma querem professar o amor no seu inteiro sentido da palavra.
Amar é arte, não ser correspondido é um facto que faz parte do pleno sentido dos seres humanos, esquecer de amar é uma droga, mas aprender AMAR é foda.

Permita-se à mudança, sinta-se vivo, seja forte, escreva seu nome com letra maiúscula e não seja fraco, porque dos fracos não rezam a história, e a nossa história de vida é curta. Tenha a coragem de sair, viver, brincar, dar, amar e ser amado/a, porque a solidão e o vazio dá trabalho e leva-o ao desespero total e esquece de que se sente vivo/a.

Lá fora no mundo existe tudo que é contra o AMOR, está ficando em desuso, por tal não seja Ló na expressão Bíblica que virou pó, vá prossiga sua caminhada, trace novos trajectos e faça renascer a criança que existe em si e procure novos amores e apaixone-se pela vida, por si e pelo seu próximo e mostre que AMAR é um facto e não uma miragem.
Pelo que me toca, eu vou andar por aí...

by mghorta


Sem comentários:

Enviar um comentário