28 de maio de 2016

Perdoar!


Naquele tempo, minha vida mudou cinza e dolorosa, nada mais tive de positivo, bandeando nas amarguras dos dias, tinha tantas perguntas para fazer, porque seria só comigo? Porque a mim? Onde errei? Tinhas deixado de me amar?
Juntei pedaços de mim, estupidamente comprei a ideia de a culpa era toda minha, talvez por meu descuido deixei de ser quem era, passei andar de rodas (cadeira de rodas) e atracção de outrora se esfumou, por isso levei acreditar que de facto já não gostas mais de mim, mas parte de meu outro eu, tinha que fingir que nada me doía e dar aparências de que tudo estava bem.
Com o passar dos anos, dos dias e das horas, olhando em redor e vendo muitos outros desprotegidos, deu-me um ataque de choro, chorei para acalmar a alma, fartei de ver tanto desamor nos risos que me envolviam, do cinismo das pessoas me olhando (lá vai mais um coxo), como que tudo isso não bastasse, da tua traição, da tua ausência e do teu silêncio. ..
Desprendido, sentado e debruçado sobre mim, com toda a humildade desprendi-me do meu orgulho ferido gritei; "Basta, Já Não Posso Mais!!!"
Naquele momento entendi que tinha de deixar o meu passado falar, entendi tudo e as razões, libertei meu ego, destronei o meu orgulho, parei de ter raiva dentro de mim, apanhei de novo a coragem de me libertar do que me cegava e atormentava os meus dias, e achei duas opções; 
  1. Deixar de ser o Coitadinho!  
  2. tornar-me mais Forte!

Decidi pela segunda. ..
Primeiro tive que aceitar que o problema não era eu, vi no teu silêncio e actos vazios que simplesmente me vias com compaixão, traíste-me ao pensar isso, perdeste a vontade de me olhares com os olhos de outrora, o amor que tanto professaste mostrou-se ser tão pouco que apenas ficaram por aqueles momentos soltos em que se entregamos ao instinto carnal que tão fugazes foram, mas deixaram história.
Reparando em tudo, senti pena de ti, apenas tenho que te agradecer todos os momentos que tivemos, desta forma aprendi a ver por mim e ser claro olhando o que quero, o que preciso e mereço, percebi que quando aprendi a te amar, pensei que estavas a procurar o meu bem-estar, a proteger-me e que tudo isso se resumia em que nunca me magoarias, dado ao incondicionalismo do Amor.
Não sou mais bonito para ti, sou empecilho na tua vida, sou um reflexo de aquilo que fui, dei conta de que apenas tu me olhas assim, dado certo que aprendi contigo algo, fiquei mais tolerante e responsável pelos meus sentimentos e actos para o futuro, com tudo isto quero dizer que não te guardo rancor, apenas te posso desejar o melhor para ti, mesmo que não sejamos mais amantes e muito menos amigos.
Por fim constato através do Teu Silêncio , do teu afastamento e distância, porque quem não tem conteúdo para dar, torna-se impossível perdoar!

by mghorta


7 comentários:

  1. Anónimo02:49

    Me perdoa,
    magoei-te mas meu sofrimento é maior ;'(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A vida é feita de escolhas,
      estás perdoada e sê feliz.

      Beijos meus.

      Eliminar
  2. Anónimo03:18

    Quando se amou o perdão é sério,
    perdoar é um acto heróico.

    Obrigado e um beijo meu

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sério e certo,
      nada mais devo acrescentar.

      Beijos

      Eliminar
    2. Anónimo03:20

      <3

      Eliminar
  3. Anónimo01:54

    Louco, sempre me menosprezando...

    Xoxo da Susy

    ResponderEliminar