6 de setembro de 2015

Vive!



Perdoei erros quase irreparáveis,
procurei substituir pessoas insubstituíveis,
esquecer pessoas inesquecíveis,
já percorri caminhos por impulso,
neles me desiludi com pessoas,
as mesmas que esperava nunca imaginar
que elas próprias me desiludissem,
nos mesmos caminhos também desiludi,
abracei para proteger,
ri quando não devia o fazer,
fiz amigos eternos
e amigos que nunca supus,
amei e fui amado,
mas também fui odiado,
fui amado e não amei,
gritei e saltei de alegria,
vivi amores e prometi,
magoei e fui magoado,
telefonei só para ouvires vozes,
apaixonei-me por sorrisos,
já pensei morrer de saudades,
tive medo de perder alguém que amava,
acabei por perder na mesma quem me amava,
mas vivo e ainda estou vivo!
Não passei ao lado da vida,
como também não irás passar,
é bom lutar determinada-mente,
abraçar a Vida com paixão,
perder com classe,
vencer ousadamente,
porque o mundo é de quem se atreve,
e a vida é muito importante
para que a considerarmos insignificante.

by mghorta





Sem comentários:

Enviar um comentário