25 de setembro de 2015

Suscito!




Olho em meu redor e suscito:
tantos sacrifícios para quê?
Espanto-me com tanta derrocada,
o tempo escasseia e ali o abismo.

A incógnita do amanha,

previsões futuristas são miragem,
se existe momentos felizes,
outros são miseráveis.

Se insisto que a vida passe,

serei eu atropelado,
seria tão bom que a vida fosse,
um passeio sem calçada.

Evito caminhar nos buracos,

olhando firmemente o horizonte,
só desejo ter paz na alma,
esforços para esquecer tanto sacrifício.

Se um dia se vive de cada vez,

as noites são renovação,
virão outros dias e tempos,
talvez com a solução!


.
by mghorta  (Citando mghorta)


Sem comentários:

Enviar um comentário