24 de janeiro de 2015

Toma-me.



Toma-me de mansinho,
nas horas ou nos dias,
anseio te ter de novo.
Minhas entranhas gritam,
gritam por te ter Amor.
Meu corpo deseja-te,
erecto, em brasa de ti.
Acariciar-te, beijar,
invadir ou abusar-te.
São apenas pensamentos,
mas um dia será real e total.
Não existirá entre nós
limitações de corpos.
Entre nós tudo é permissão,
nada é proibido, 
mandam nossos corações.

by mghorta


2 comentários: