28 de fevereiro de 2017

Anuncio que. ..



... sou miserável,
sou imprestável,
sou extrovertido,
sou mentiroso,
sou corrécio,
sou bandido,
sou teso
mas sou homem,
tenho coração,
tenho amor,
tenho carinho,
tenho caricias,
tenho sentimentos,
tenho muito para dar.

by mghorta (mamas à solta)



25 de fevereiro de 2017

Reinventar a Alma.


Foi quando organizei
minha casa da Alma
conseguindo abrir espaços
para meus anseios.
Tinha os meus fantasmas
que apenas não eram só meus,
carregava coisas que 
não me serviam mais.
Abandonei Incertezas,
procurei caminhos
som leves contornos,
coloquei a Alma ao avesso
para secar ao Sol da manhã!
Limpei os escombros desarrumados 
por temporais de pesadelos que não criei.
Espalhei meus braços,
finquei minhas raízes,
ganhei tronco e membros,
por fim. ..
Reinventei-me
e cá estou de Alma Nova.

by mghorta 


Preferências!


É impossível fazer coisas certas
se as erradas é que me fazem feliz,
prefiro ser feliz por engano
que triste por preferência. 

by mghorta 


Sou Um!


Não, não sou mais um. .. sou Um!
Não, não tentem encontrar em mim aquilo que não possuo,
não, não vivo de aparência e nem sequer vivo para agradar,
vivo sentindo e fazer sentir,
nasci macho, Cresci Homem.

by mghorta 




Labirintos!


Viver,
sorrir,
viver, sorrir e Amar. ..
São como labirintos dos desejos, 
sentimentos, momentos e
e histórias dos mortais
que se humanizam quando:
- Uma lágrima insiste em apagar um sorriso,
quando o amor de sua vida num gesto solidário
e poético lhe devolve esse sorriso. ..
Sorriso esse na tentativa desenfreada para querer
compreender que na vida desejamos passar
serpenteando nos labirintos para encontrar
uma mão amiga com um abraço solidário
que devolva novamente a esperança de viver,
tudo nessa vida vale e valerá sempre a pena!

by mghorta (mamas à solta)



19 de fevereiro de 2017

Eternando!



Brotando floreado esperando em mim
melodia maviosa refreada no leito
soprando sonegadamente no peito
renovando chama de afecto sublime.

For-tecendo sentimentos de outrora
no ciclo de vida nunca suprimido
noites vitoriadas nos lábios exprimidos
dias com estrofes magníficas na aurora.

Flagrante delitos que nos unem
nas índoles ternas assumidas
eternando num promissor futuro.

As almas sorrida-mente se integram
tal como crianças diante aos doces se alegram
eternando um amor singelo, 
comprometedor e puro.

by mghorta  (mamas à solta)


Mora em Mim!


Caso não seja 
pedir muito fica. ..
Para o almoço
para o café
para o diálogo
para jantar
para. ..
para dormir
para acordar
fica aqui
mora aqui
mora em mim. ..

by mghorta  ( mora em mim! )


Leal mas Feio!



Fui sóbrio, leal mas feio,
e tu bela, frágil e assustada,
desejei estimar-te encarecidamente
numa existência limpa e honesta.

Sentado à mesa de uma taberna
avistava-te fraca, ruiva e simples
num antro vil e devasso,
só queria mesmo era um abraço. ..

Feio e miserável me socorreste,
bebia em copos grossos
porque cristal e absinto
foi passageiro em mim quando saudável.

Olho-te em porta de correr,
sinto inveja desse desenrolar,
vestes simples sem enfeites
postura de mulher imaculada.

Adorada mas natural,
leste meus pensamentos feios
num lugar barulhento e aterrorizado
mas sempre com espaço para amar.

by mghorta  (mamas à solta)


Vendaval de Amor!



Um vendaval fazia lá fora
ventania soprava forte
relâmpagos iluminavam as trevas
trovoada ecoava longe mas ouvia-se perto. ..

Natureza brigava vivamente
nada comparado
aos lençóis desalinhados
cobrindo corpos suados. ..

Amavam-se apaixonadamente
com desejos penetrados
eram uno, eram uma só alma
embora fossem dois corpos. ..


Estavam criando um vendaval
na própria cama e a tormenta
era tão lampejante e ruidosa
afogando-se em promessas de amor.

by mghorta  (mamas à solta)


17 de fevereiro de 2017

Imprevisível!


Imprevisível  foi o toque,

a procura 
e a consumação da loucura
transformando nós dois
em um. ..
Nada foi comum,
tudo foi vital
viral e anormal. ..
Dentro desta nossa normalidade
contida em actos,
imprevisível  foi o tacto
de nossos braços enrolados,
tudo. ..
O corpo todo
sentindo a gula
nas entranhas
nas loucas manhas
de uma madrugada_festim. ..
Imprevisível
tactear-me em falso
para sentir-te plena
e inteira em mim.

by mghorta (mamas à solta)




Sonhos!


Existem sonhos,
que só eu sei
sonhar contigo!
O que faço,
senão te possuo mais?
Onde os guardarei. ..
todos os sonhos
que ambos juramos eternos!?

by mghorta (citando mghorta)


Destinos!


Amiga da minha vida
aqui e até à eternidade,
os destinos foram traçados 
desde a maternidade.

Amizade cruel e desenfreada
por mais rosas roubadas
para desculpar mentiras
minhas mal desculpadas.

Exagero ou não
jogo-me aos teus pés,
deste exagero eu gosto
desta amizade arrojada!

Não mais vou respirar
sem que tu o notes,
morrerei até de fome
caso não nos vejamos à noite.

Por ti largarei tudo,
pedindo, roubando,
fazendo banalidades,
ou tudo ou não peço mais.

Exagero ou não
jogo-me aos teus pés,
deste exagero eu gosto
desta amizade arrojada!

by mghorta  (citando Cazuza)






1 de fevereiro de 2017

Ela e Ele!


Ela assiste. ..
Ela estuda. ..
Ela contempla. ..
Ela espera. ..

Ele foi feito na plenitude dos desejos. ..
E ele. ..
Destinado a ela por inteiro. ..
Com todos os sentidos. ..

by mghorta  (mamas à solta)


Moralista!


Entre o desejo e o medo
de perdas irreparáveis,
o moralista e seu dedo
tornaram-se inseparáveis.

by mghorta  
(O moralista!) 


Fidelidade!


Fidelidade
é sempre dizer
a verdade
e tu já o devias saber
que és a minha única paixão
e estás tão além da simples Tesão.

by mghorta (Tesão)