24 de dezembro de 2016

Poema Incompleto!


Não escrevo como escrevia,
sem parágrafos ou travessões,
delirantemente ou deliberadamente,
da extravagância dos nossos Momentos,
razão disso perdeu-se no tempo
desde que deixei de ver teus cabelos loiros. 
Os dias passam sem razão da separação,
as noites passaram a ser dores de coração.
Impossível esquecer o que virou História
das memórias dos momentos por Nós Vividos,
como estranho me confesso que não te esqueço,
passo as noites a escrever Poemas Incompletos
tentando no firmamento do silêncio destas
quatro paredes a razão e solução para te esquecer. ..

by mghorta 


Sem comentários:

Enviar um comentário