29 de dezembro de 2016

Esta Noite!


Madrugada, mais uma noite se passou sem te ler, sem olhar as estrelas.
Num céu longínquo tem uma alma com pensamento, em que tenho ligeiro atrevimento de o aprisionar cá dentro, mesmo que borratando meu rosto com dor e sofrimento, sem a firmeza de outros tempos, forçado a estar desacompanhado nesta solidão!
Querendo sorrir quando só quero gritar, esperando que me dês um abraço, vejo-me obrigado a olhar o teu desagrado.
Nesta noite só penso o que será melhor, viver ou morrer!
Entrementes chego ao ponto, que a habituação é coisa do coração e receber com agrado o que a vida nos tem dado, até já disse que não importa, tudo passa com disfarce, assim para não magoar mais alguém. ..
Já pouco importa se do que leio ou vejo é realidade!
Sem sonhar deixarei de um dia acreditar que tive felicidade.
Quão brutal e cruel esta vida, é triste, muito triste ter que acordar!

by mghorta


Sem comentários:

Enviar um comentário