4 de junho de 2016

Isaías 53


"Era desprezado como o último dos mortais, homem coberto de dores, cheio de sofrimentos, passando por Ele, tapávamos o rosto, tão desprezível era, não fazíamos caso dele.

A verdade é que Ele tomava sobre si nossas enfermidades e sofria, Ele mesmo, nossas dores, e nós pensávamos fosse chagado, golpeado por Deus e humilhado!

Mas Ele foi ferido por causa de nossos pecados, esmagado por causa de nossos crimes, a punição a Ele imposta era o preço da nossa Paz, e suas feridas, o preço da nossa cura".



Sem comentários:

Enviar um comentário