19 de maio de 2016

Ébrio!



Louco ou doido
talvez ébrio de saudades
soletro palavras sem anexo
no convexo corporal
intervalando as vogais
numa dança sombria
desnudo-me 
de preconceitos
com intenção
dos teus desejos
versando com defeitos
sedento do teu corpo
envolvendo-te com beijos
no sentir profundo
de nossos momentos
de magia transcrevo
um poema para ti. ..

by mghorta  (Ébrio)





Sem comentários:

Enviar um comentário