17 de maio de 2016

Atordoado!


Vem dormir comigo abraçada,
ajuda-me apagar a dor do meu peito
do querer te ter mais uma vez amor.
A madrugada se instala em mim,
lá fora apenas o silêncio do teu olhar.
Vem, ocupa-me com teu corpo
este abrigo que clama por teu calor.
Volta a ser minha morada,
 teu abrigo teu porto seguro.
Atordoado pela saudade crescente,
tua ausência me ouriça todo o meu corpo.

by mghorta (Atordoado)


Sem comentários:

Enviar um comentário