26 de janeiro de 2016

Quando!


Quando sentires vontade de chorar, não chores
Chama-me que eu choro por ti.

Quando quiseres sorrir, me avisa
Eu irei sorrir junto contigo.

Quando tiveres vontade de amar, clama por mim
Eu irei aprender amar-te.

Quando pensares que tudo acabou, chama-me
Eu irei reconstruir tudo de novo contigo. 

Quando pensares que o mundo é pequeno para tuas tristezas
Eu farei um pequeno jardim para tua felicidade.

Quando precisares de uma mão, chama-me
Eu te darei as duas para sempre.

Quando precisares de companhia, nos dias tristes e chuvosos
Ou nos dias ensolarados, eu irei até ti.

Quando tiveres precisando ouvir: EU TE AMO!
Chama-me que eu repito de hora a hora.

O meu amor é enorme
e quando precisares mais de mim, avisa-me
que eu simplesmente irei ter contigo pensando sempre em ti.

by mghorta


4 comentários:

  1. Anónimo21:17

    "Mentirosa sou eu e não minto tanto!...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não lhe perguntei nada,
      mas uma vez que é mentirosa,
      aprenda a perguntar Quando?

      Volte sempre.

      Eliminar
  2. Anónimo02:23

    Que ternura,gostava de ter um amor assim!
    Já tive e fui feliz durante uns bons anos...depois, restou dois filhos e uma enorme amizade salpicada de amor, mas....partiu, nunca mais o vou ver, talvez quando morrer. Desde então sinto medo. E esse medo me mata lentamente!!!
    Vivo os dias fingindo que está tudo bem.
    Parabéns por ter o dom de juntar as palavras! Bem haja sr Martinho!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O dom, esse é de todos nós, porque se não tivesse leitores, não saberia o que escrever.

      Obrigado

      Eliminar