7 de janeiro de 2016

Chama-me!


Chama-me que eu vou,
faz de mim teu homem,
faz-me teu escravo de Amor,
desfaço-me e esqueço a dor,
perco-me na tua tentação
querendo toda tua atenção,
amenizando a minha tesão,
conferindo de perto
de como é bom a sensação
de ter em mim as tuas mãos.

by mghorta


Sem comentários:

Enviar um comentário