11 de maio de 2015

Nosso Amor!


Palavras para quê, se passamos os tempos a tropeçar nelas, se vão com o vento, e se apagam no areal levadas pelas ondas mansas, conjuntamente se apagam com o tempo...

Nada ficou provado, palavras anestesiantes, com beleza mas inebriantes, por outras vezes hesitantes que nem tomam peso nem medida.

Palavras que com o tempo só deram em dor, saudade, só causaram ausência do nosso Amor, palavras que disseram tudo, de madrugada ou de dia, foram loucas e perdidas, de essência nada ficou, apenas história para recordar.

Quero poucas palavras, muito poucas mesmo e com o silêncio das mesmas só se fale do nosso Amor, mesmo que nada digas.

by mghorta




Sem comentários:

Enviar um comentário