8 de maio de 2015

Marcas!



Tem quem faça marcas na pele, outros na alma, mas as minhas tatuagens ficam com marcas no corpo e no tempo, marcas ficam sem precisar de estarem fisicamente visíveis...

São momentos, gestos, caricias, beijos, amassos, gozo, orgasmos que ficam gravados para sempre na memória, no coração, no corpo e na alma.

Tem pessoas que permanecerão para sempre dentro de mim, haverá o cheiro do perfume que senti ao beijar o peito de G, a cor vermelha da intimidade de M que usou naquela menage, o vinho de F que derramou em minha boca e bebeu no meu sexo, a música que ouvi quando trepei em C...

A lembrança está no sabor do gozo da primeira viagem, teve tanto de proibido, tanto de perigoso como de delicioso.

Marcadas na memória de promessas virtuais com orgasmos em simultâneo que nunca aconteceram no real.

Marcado eu fui pela velocidade, intensidade, cumplicidade, afinidade (ou falta dela), das cores, do sabor, do calor, dos cheiros sexuados, das texturas e das vozes, tudo ficou marcado em mim.

Marcas antigas, bem como marcas novas, a dois, tão inesquecível o desejo constante como que gritando por um novo estilo de marcação como que desejando mudar de vida, e assim a vida nos prega rasteiras e marca o que não é opção, mas sim um desejo de coração.

Fica sempre o desejo de uma nova marca, que fique expressa fisicamente no que a alma já possuiu gravada para sempre, com isso fico gravado sem duvidas, sem medos, definitivamente inteiro e sem retorno.

Sem comentários:

Enviar um comentário