3 de maio de 2015

Horas...


Normalmente  acordo cedo,
penso no que terei hoje por fazer,
olho no relógio as horas,
para saber que tipo de dia irei ter.
Ao invés de reclamar porque chove,
deveria agradecer seu manancial,
são elas que lavam poluídos vestígios.
Pensar ficar triste por falta de dinheiro,
ou então feliz por saber administrar as finanças.
gerindo assim a Vida evitando desperdícios.
Saúde, essa malvada e tenaz censura,
o homem da factura dorme,
vou ter que dar graças por estar vivo.
Até poderia me queixar dos meus pais,
eles não me deram tudo aquilo que eu queria,
no entanto lhes agradeço por me darem a Vida.
Reclamar porque deveria ir trabalhar,
isso não posso mas deveria mesmo era ter um trabalho.
Posso mesmo lamentar decepções de amigos,
ou então me entusiasmar com outros que irei fazer.
Se as coisas não saírem tal como planeado,
resta-me olhar as horas para de novo recomeçar.
O dia está pela frente esperando o que irei fazer,
aqui estou como escultor para o trabalhar,
dando forma ao dia e a algo de novo,
tudo isso só depende das horas e de mim.

by mghorta


Sem comentários:

Enviar um comentário