8 de maio de 2015

Folheio tuas Fotos!


Estou...
incessantemente revendo tuas fotos,
não encontro motivos para o deixar fazer,
tento as vestir com cores,
as quais procuro em jardins floridos.

Cansei...

porque a saudade é mordaz,
nós de garganta e pulsos cerrados,
em cada rosto transeunte da rua,
imagino-te sorrindo para mim.

Por fim...

viajo no mundo sem destino,
carrego o peso de momentos,
folheio tuas fotos,
em tons de saudade per-mutante.

by mghorta  (escrito em 12/12/2013)


Sem comentários:

Enviar um comentário