8 de maio de 2015

Cheiros.


Se o outro for bom para ti, se te der vontade de viver sem mim, se o cheiro do suor do outro também for bom, se todos os cheiros do outro forem bons. Os pés ao fim do dia, a boca de manhã cedo, bons ou normais, comuns aos mortais, coisa de pessoas. 
Cheiros íntimos, secretos, ninguém saberia deles se não enfiasse as narinas lá dentro, a língua bem dentro de sua boca, bem dentro no fundo das carnes, no epicentro dos cheiros, se tudo isso que tu poderás achar nojento for exactamente a que se chama de Amor?

by mghorta


Sem comentários:

Enviar um comentário