29 de abril de 2015

Mistério.




A Razão porque Escrevo.



De FRASES


Amante sem Nome.



É insignificante teu nome,

de onde és ou de onde venhas,
com quem andas ou para onde vais,
aquilo que faças ou deixes de fazer,
se andas alegre ou triste,
tudo isso para mim é o menos importante.
Tuas mentiras e insistências,
como que eu não soubesse tuas origens,
reforço que de quem eu gosto é de ti.
Despe teu disfarce e tuas roupas,
roça teus pelos nos meus,
enrola teu corpo no meu,
deixa que eu te prometa  mundos,
por uma vez deixa-me acreditar que és só minha.
Na certeza porém tu irás embora,
não precisas de olhar para trás,
fico só e satisfeito de acreditar no resto que me toca.
Não te importes que te apedrejam ou te julguem,
estarei por perto curando tuas feridas,
fica certa de que entre muitas,
não importa teu nome foste a preferida.

by mghorta   (Evangelho apócrifo de Madalena)



13 Recados!




  • Gosto de ti não por seres tu, mas por aquilo que sou quando estamos juntos.

  • Ninguém merece as lágrimas de uma mulher, porque quem as merece nunca te fará chorar.

  • Só porque alguém não te ama ou deseja, não significa que este alguém não te ame de verdade.

  • Um verdadeiro amigo é quem te pega pela mão e te toca o coração.

  • A pior forma de sentir falta de outrem, é estar sentado a seu lado e saber que nunca o perderá.

  • Nunca deixes de sorrir, nem mesmo quando estiver triste, porque nunca saberás quem se apaixona pelo teu lindo sorriso.

  • Podes ser somente uma pessoa no mundo, mas para uma pessoa poderás ser o mundo dela.

  • Não passes o tempo com alguém que não esteja disposto a passar tempo contigo.

  • Talvez conheças muita gente errada antes de conheceres a pessoa certa.

  • Nunca chores porque terminou, sorri porque aconteceu.
  • Terás quem te machuque, assim tens que fazer é seguir confiante e ser cuidadosa em quem deves confiar pela segunda vez.

  • Converte-te em uma mulher melhor, tem a certeza de saber quem és antes de conhecer alguém e esperares que essa pessoa saiba quem tu és.

  • Não te esforces em demasia, as coisas boas acontecem quando menos esperas.


  • by mghorta    (Sempre Actual)




    28 de abril de 2015

    Que adianta Chorar!



    De FRASES


    Descartar!


    Talvez um dia percebamos que descartar um amor verdadeiro em busca de uma realização pessoal, profissional ou momentânea não será o mais acertado em nossas vidas.
    Contudo percebemos que em nossas atitudes incoerentes nos privamos de nossos sentimentos incontornáveis.
    Percebemos entretanto que aquela nossa companhia, mesmo que ela nos diga que nos ama da forma que gostaríamos, não significa que essa mesma nos ame por inteiro.
    Também neste trajecto percebemos que tínhamos um amigo(a) em que depositamos toda a nossa confiança, porém esse(a) mesmo nos descarta como guardanapo de almoço sujo.
    Assim e com com o continuar das coisas, percebemos que tínhamos a verdadeira felicidade, essa mesma que agora nos faz tanta falta.
    No trajecto das consequências inusitadas percebemos que em nossos corações só fica o sentimento de culpa, o mesmo que nos priva de alcançar outro amor.
    Com todas as atitudes erradas que em momentos tomamos, percebemos que não temos escolha para as reparar.
    Todas estas percepções nos interioriza com arrependimento de termos rejeitado, ou descartado não só um sentimento perfeito que nunca mais o iremos desfrutar, mas também o facto de termos jogado ao vento a única oportunidade de sermos realizados e realmente sermos felizes.

    by mghorta


    No Silêncio da Noite...




    ... iludo-me, acalento ideias e esperanças que fervilham nos meus cabelos, umas vezes lisos outras vezes encaracolados mas sempre grisalhos, sofro e penitencio-me do passado egoísta para justificar o meu abandono.

    A espera é constante, vivo enclausurado de momentos vividos e sofridos por um amor suspenso, nego ao meu ser qualquer hipótese de um dia viver uma felicidade permanente pela qual anseio a todos os momentos reviver o que mais desejável existe que é amar.

    Sobrevivo órfão de amor, de paixões e de caricias tuas, recuo no tempo e vejo o teu brilho distante como um declinável desprezo, será pura cegueira minha mas nada vislumbro senão ideias no silêncio da noite, torturo-me mais e mais cada vez que as ideias fervilham pela calada na noite nos meus grisalhos cabelos.

    Invento fantasias dentro do meu cérebro catoso de lembranças falsas, as mesmas que tento esquecer, nas mágoas causadas por falsos amores ao ponto de ficar amputado de ideias para continuar a sobreviver paixões amorosas, é uma vida dormente e doentia, mas não tive outra escolha e assim passo o dia a dia e as noites consoante o silêncio da noite que tento viver.

    Viver assim não passa por ser uma obscenidade e pecado, um atentado ao meu ser e às leis do meu corpo, um desperdício de inteligência, de saúde e de ocasiões para me valorizar sobre os momentos vividos e corridos pelos corredores de uma vivência que um dia foi a mais bela junto de quem eu pensava que me amava, mas nada passou de momentos fugazes de um amor platónico e hoje tento sobreviver a tudo enquanto as ideias do silêncio da noite fervilham pelos meus cabelos lisos, encaracolados ou grisalhos.

    Mas o que eu mais desejaria era te ter aqui, ouvir teus ralhos como que fossem puxões de orelhas, agarrar as tuas bochechas e puxar para mim teus lábios e ficarmos colados e só ouvindo os movimentos dos nossos corpos como um só, beijar continuadamente para que ficasse de novo louco com as ideias rastilhadas em meu cérebro pela essência de teu amor.

    Que saudade das ondas de teu corpo nas minhas mãos trémulas, do teu  nariz mimoso de carinho, de tuas pestanas em meus lábios, dos brancos dentes e da língua entrelaçada na minha, do universo de teu olhar, do sorriso malicioso, das saliências de teus peitos e do bico hirto de tesão e do perfume que deixaste em mim que o silêncio da noite não é suficiente para não deixar de recordar.

    Que saudade de envolver-te em meus braços, encostar o meu peito no teu e sentir teu bater de coração forte, as mordidas de orelhas e lambidelas, as mordidas no pescoço, e os teus murmúrios em que dizias, não... não pares agora por favor quero ser mulher.

    Iludido-me mais um pouco, não deixam de ser ideias e sonhos acordado com tudo aquilo que queria reviver e desejar de novo, amor e carinhos teus no silêncio da noite.

    by mghorta  ( Mamas Soltas )


    Um pouco de Mim.



    Depressa deixei de brincar, no entanto brinquei com brinquedos que não usei, segredos que guardei, fui o pico preferido de alguns, renascido por acidente, amor atordoado e renovado, conversas sérias que passei a anedotas, que faço esforço para as recordar.

    Sou saudade de momentos, infância que me esqueci, dores por nada ter dado certo, dedos cerrados por não ter lido mais livros, o que li esforço faço para não lembrar.


    Sou abraços inesperados, forças dadas nos momentos exactos, sensibilidade dada a quem grita, carinhos per-mutantes a amantes, restos que se juntam, orgasmos, galhofas, beijos, eu sou o desnudo completo e uso.


    Sou raiva, sou ódio, impotência por não ter usufruído o que prefiro, desapontamento por outros terem lido o que não li.
    Direitos tenho, deveres também, estradas caminho e percorro trajectos aos zig-zags para que atrás não me vejam o que faço ou escondo.


    Sendo assim, venha a mim teu corpo, teu ser, tua sensualidade e teus orgasmos, suspira, geme, dá gritos de alegria, olham-me como teu e não estranhamente.


    Em sorrisos e abraços, estreito a harmonia para que sintas gente; ''O tempo passa, e com ele tudo muda, tem coisa que ficam e outras renascem, outras se fazem e outras proliferam. As mágoas se escondem e as alegrias transparecem, a dor morre e o sorriso renasce. Tudo isso é o propósito da vida, tudo que nasce morre, tudo ao pó volta.''


    Cada dia é um novo nascer, cada dia dá nova oportunidade, nova esperança, morte de vícios e de tudo que nos faz mal, um poder de reencontrar novo caminho, caminho não trilhado.


    Todo esse poder está em mim, em ti e em nossos futuros, basta acreditar que tudo que nasce morre e cada situação é nova, é assim que eu me vejo e revejo, desejo para sentir tudo que até agora me fez homem, risos, alegrias, mulheres, sexo, orgasmos e deleites sem fim.


    .
    by mghorta    ( Mamas Soltas )




    Escolhas!


    Escolhe tuas palavras,
    esta é a ultima vez,
    eu e tu nascemos para morrer.





    27 de abril de 2015

    De Novo!


    Minha vida foi uma mentira
    Baseada  em  segredos,
    Amei, talvez sim talvez não
    Surpresas, medo e desencanto.

    Minha vida foi uma mentira

    Aconteceu porque tinha acontecer
    Fingimentos de paixões, morro
    Expectativas de amores, desamor.

    Minha vida foi uma mentira

    Merda de vida, correu enredada
    Vitórias nada, só desespero a preencheu
    Surpresas, medo e desencanto.

    Minha vida foi uma mentira

    Coitado de mim, o outono aqui (morte)
    Pobre vida a minha mentira
    Dependente de risos, gestos e olhares.

    by mghorta   (Mentira)



    24 de abril de 2015

    Na Dúvida!




    SÓ!



    Bem Aventurado.


    ''Bem aventurado aquele que reconhece receber com a mesma naturalidade o ganho e a perda, o Amor e o desamor, o acerto bem como o erro, a vitória e a queda, a Via e a morte.''

    by mghorta


    Ausência !


    O mundo não é papel, pai natal não existe, nem todos são sérios assim, as nuvens não são algodão doce, sorrisos nem sempre são verdadeiros, não é porque quem te beijou está amando, não podemos voar, não é a chorar que se resolvem os problemas, não sou bola de cristal, sonhos são utópicos, as ilusões matam, e não sou nem és imortal, acorda porque de hoje em diante a ausência é mortal!

    by mghorta


    23 de abril de 2015

    Bolas esse Amor!



    Caladas e presas na garganta,
    estão minhas palavras não ditas,
    as que o coração calmamente canta,
    delírios das minha razões (in) finitas,
    no peito ainda existe mar manso,
    sentimentos contrários do 'quero e não faço'!

    Há um frio na alma nua,
    medos das ideias insanas,
    que o espírito psicótico insinua, 
    coisas guardadas, embotadas e soberanas!
    Sentimentos, impressões, ideias que desfiam,
    não são factos nem imagens, apenas histórias tiranas!

    Guardando lembranças desesperadas,
    não lembradas nem muito menos esquecidas,
    que pelo Tempo na mente ficam embuçadas,
    e na mistificação dos dias perdidas.

    Bolas, esse Amor vivido em mim!
    Foi deveras o de todos menos absoluto,
    não o conquistei no acaso no além ou no fim,
    por medo da entrega total, não me dei,
    e por tantos desencontros, me cansei...

    by mghorta


    Cansei...!


    Cansei e falei para meu interior, 
    porque se falasse exteriormente, 
    nem o castelo ficaria de pé!  
    Já que sou impróprio, 
    parvo, inadequado e bruto,
    já que não chego e basto,
    exagero em querer o que não tenho,
    não entender exactamente o que pretendo,
    não chegar ao triângulo do que prefiro,
    não ser aceite pelas exigências,
    sorrir incomoda e chorar muito mais,
    minha ajuda é tangencial,
    meus carinhos se formam em pena,
    chatice é preocupação,
    saudades formam prisões,
    meu amor é pouco,
    meus elogios se transformam em solidão,
    se indago mato o amor,
    se falo de nós dizes que é desamor,
    pensei e disse... cansei... cansei... cansei... !

    by mghorta  (Homem também Chora)




    Misto Erótico Poético!




    Em ti , adoro essa beleza interior,
    aquela que alimenta teu exterior,
    um misto de poesia e erotismo,
    versos de tudo o aquilo pretendo.

    Contigo a imaginação, intuição e vontade,
    são espontâneos, todavia com pureza sedutora.
    Mulher fascinante, quer na mente ou pureza.
    concepção sensual da forma que tenho desejado.

    Na expressão; 'Lady à mesa...'
    É assim que te pretendo acesa,
    personificação da mulher que venero,
    lábios que dão arrepios, os mesmo que quero.

    Tens TUDO em abundância e certeza,
    rendo-me a ti com pecado e pureza,
    com cabeça, tronco e membros (e coração),
    és apetite, rico banquete de tentação!

    Contigo, cultivo o ritmo que me lança,
    usando metáforas que a intimidade avança,
    na imaginação, criatividade e cumplicidade,
    o atiçamento cultural e gozo na globalidade.

    Gosto de ti, adorável criatura, desejo ambulante...
    Que me percorre as veias alucinante-mente,
    atiças em mim um fogo de inefáveis sensações,
    tremo diante do 'queimor inferno, fogo de Camões.'

    Sinto algo indizível,  não sei se o conheço,
    volto... Repito e repito desde o começo,
    quero que jogues fora de mim o cálice de fel,
    quero me embriagar nos teus beijos de Mel...

    by mghorta




    22 de abril de 2015

    Presente!


    O presente do futuro por vezes vem em carruagens de comboios fora dos horários...
    À medida que a Vida toma conta de nossos rumos, diminui a expectativa e cresce a história, numa caminhada onde a expectativa se esgote.

    by mghorta


    Salto para Abismo.



    Nada em redor do corpo, a não ser a atmosfera na plenitude do movimento, é o encontro do reconforto absoluto.
    Os pensamentos lentos e grotescamente retorcidos como mosquito procurando uma brecha em janela entre-aberta.
    Assim é o mundo cheio de concreto e ferro oferecendo garantias.
    No entanto poderíamos inclinar o corpo para o abismo e saltar, pior de tudo isso será suportar o minuto antes da queda.
    Mas... 
    qual será o resultado?

    by mghorta


    Remando!


    O mau remador,
    no mar da Vida,
    sem salva-vidas
    vai remando a dor.

    by mghorta


    Numeros...


    É com agrado que cheguei aos 10.000 visitantes a este meu espaço poético e devaneios, não poderia deixar de o assinalar com o meu muito obrigado.


    Clique aqui para ver todos os detalhes e estatisticas do site

    MEU 



    Tolo!



    No fixar de um olhar,
    o que conta é o presente,
    o futuro virá a seu Tempo,
    inesperadamente como o vento,
    seria tolo pensar no futuro,
    se não der valor hoje ao olhar.

    by mghorta


    19 de abril de 2015

    Caminhos!



    Não sei que divida tenho para com o destino, que me leva a percorrer os mesmos caminhos de momentos tão frescos.
    Infinitas perguntas eu faço para saber a razão de os percorrer, apenas ouço murmúrios que terminam num silêncio ensurdecedor, e respostas ficam soltas no tempo.
    Será possível em tempo como este, viver recordações tão recentes, momentos tão sagrados que se sentem como um beijo tão belo e profundo?

    Poderia até ser ecos do passado, tempos imemoriais em que deuses caminhavam na terra como gigantes! Poderia até mesmo ser o pó das estrelas que nos tivessem exasperado  nosso querer, nossas vontades, a ideia de um amor impossível que teimamos não esquecer!

    Se pecado há nisso, é este crer teimosamente no sonho que nos faz percorrer os mesmos trajectos para que neles se cruzamos de novo nos trilhos passados com tenção de resgatar o melhor que a miserável lei da Vida nos dá, o amor.
    Contigo abandono a condição humana e faço-me Luz!

    Amei desesperadamente e intensamente, com força, carinho, paixão e loucura, sofri na pele o desespero de quem ama sem saber qual a ironia do nosso destino, amei muitas vezes teus silêncios, tuas ausências, tua indiferença, teus medos, teus avanços e recuos.
    Mas não deixei de te amar com corpo, mente, coração e alma, amei até se esgotar a loucura do desejo de saber como te amar...

    ''Quando alguém se cruza no nosso caminho, precisa ter a coragem bastante para dar passos errados, decepções e desânimo, mas acreditando que estas ferramentas são utilização de Deus para nos mostrar o caminho que teremos na frente para se cruzarmos de novo...'' 

    ''Na vida, não existem soluções, existem forças em marcha; é preciso criá-las e, então, a elas seguem-se as soluções. ''
    (Antoine de Saint-Exupéry)

    Teimosamente vou percorrer de novo os mesmos  caminhos até nos cruzarmos talvez novamente, quem sabe se voltaremos a ter perdão nas nossas almas quando de novo se abraçarmos e num longo beijo saborear o perdão que nos conduzirão ao futuro...

    by mghorta




    18 de abril de 2015

    Amizade!


    É indescritível o sentido prático da palavra amizade, bem como falar da mesma sem poder ficar insensível ao conceito global da mesma.
    É um sentimento tão vivo e intenso que nem mil palavras a podem descrever, só mesmo a viver e dar a vivência à mesma é que poderemos tirar inalações do sentido verdadeiro da palavra AMIZADE.
    Amizade significa criar laços, nesses mesmo laços tentar permanecer sem molestar terceiros, seja com palavras ou actos irreflectidos, é uma fonte que não retém água para os intervenientes, ou seja, é um poço que quanto mais alta esteja a água melhor a usufruímos.
    O amigo, ou a amiga vai sempre ao encontro de quem precisa e não fica sentado esperando que a outra se dirija a ela, fazendo assim jus à renovação do termos; 'para quem dá e para quem recebe...'
    Também é a descoberta de corações, não ficamos logo a soletrar o nome da outra pessoa, pois ela no começo ainda não é nada para nós senão o próximo.
    Na vida dele ou dela, seus gestos, seus gostos, seus actos, suas referência e sua história fazem mais tarde o nome de quem nos dá ou recebe. Aos poucos, nosso ego vai se desvanecendo,  o coração vai abrindo, e aqui a inexplicável sensação de valores humanos vem ao cima das nossas atitudes para com a pessoa que deixa de ser próximo para ter nome, desta forma as nossas vidas mudam, tornamos-nos felizes, é um afecto (afeição ou sentimento profundo) que vamos criando para com a outra que começa a ter nome no nosso conceito de amizade.
    Aqui começa o saltar de barreiras, porque deixa de ter estrato social, cor, idades, culturas ou nações...
    Ser ou ter amigos é tão maravilhoso, é um sentimento gigante que poderá até mover montanhas, ela é a concórdia de afectos e obras, bem como gestos que implicam afectividade. 
    Se 'o amigo é metade da minha alma', é desta forma que a amizade cria valor inestimável que nos obriga a dizer em uníssono; 'A amizade é a coisa mais necessária na Vida!'
    Damos novos sentidos à Vida, e quando tudo parece enfadonho, a presença do amigo quebra a solidão, faz crescer a alegria de viver, torna os seres mais belos e fecundos, dá ânimo para olhar de frente nossos dissabores, ficamos solidários para com os outros, partilhamos sem olhar a quem e sem querer retorno, e é por este meio que por vezes somos obrigados a dizer; ' Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas...'
    Poderia escrever mil palavras sobre o assunto, mas não o faço porque creio que o não devo fazer, além se ser questionada a minha amizade, foi ferida a minha alma por falsas acusações, e foi assim que me vi obrigado a descrever algo sobre a AMIZADE e o seu conceito verdadeiro, ao invés de perguntarem a outros, seria mais correcto vir até mim e questionar-me sobre porque deixo de ser ou não ser amigo, e porque razões eu o deixei, porque não chega ser só amigo, porque os amigos são para o bem e para o mal, aqui me permaneço e não fujo nem sequer me escondo, sou o mesmo e não mudo, e usando a minha expressão comum; 'Não batas com a porta porque um dia vais querer entrar nela outra vez...''



    Querida Mãe.


    Querida Mãe, partiste à 4 anos, mas a saudade é maior hoje que ontem, e será ainda maior quando não for capaz de esquecer que partiste para não mais voltares, tudo aquilo que me fizeste durante a tua permanência terrena, foste meu baluarte desde menino até ser homem, por isso serás para mim sempre eterna dentro do meu humilde coração que tanta saudade tem de ti, lá permanecerás sempre e irei te recordar toda a minha passagem terrena.

    Hoje quero-te dizer Mãe que sinto ainda mais a tua falta, porque quando partiste, algo de mim também morreu para sempre...

    Apesar de vivermos mundo diferentes, eu sei que estás bem, obtiveste a Paz eterna dos sofrimentos terrenos, e quando chegar a minha altura de partir, sei que também alcançarei de certa forma se mo for permitido, a Paz contigo e estarei depois para sempre ao teu lado querida Mãe.

    Não é com agrado que aceito este estado de saudades de ti, mas tenho que o reconhecer que a vida é mesmo assim, uns partem mais cedo e outros ficarão aqui sofrendo na terra esperando também o momento para partir, um dia virá também a minha hora, certamente porém, sei que não deixarei alguém para me recordar com tanta saudade que eu sinto de ti querida Mãe.

    Partiste na tua altura, deixas-te as tuas marcas em teus rebentos, foste a mulher mais fabulástica que conheci, e todos aqui na terra te fazem a jus homenagem de teres sido para todos nós Mãe, adoradora, criadora, ajudadora e mais amorosa de todas as mães que jamais poderia-mos ter conhecido.

    Quero salientar Mãe que nunca haverá mais ninguém que te iguale, porque foste especial, única, insubstituível e incomparável...

    Para mim serás sempre a minha querida eterna Mãe, aquela que jamais irei esquecer, porque viverás eternamente no meu coração enquanto eu aqui passar nesta vida terrena, obrigado Mãe.

    by mghorta   Querida Mãe



    17 de abril de 2015

    Persona non Grata.


    Foi o bastante em momentos que se esfumaram no tempo para saber quem Tu na verdade és, porque é pura verdade que a insegurança e a mistificação dos teus actos não passam de uma atrocidade viva do teu interior vazio e sem rumo.
    Por aquilo que escrevo, sejam devaneios ou momentos que no passado tiveram ou ainda mantêm viva a minha personalidade, a que me sempre acompanhou nos dias em que me tornei na pessoa que sou, sem qualquer vaidade porque a vida fala por mim, e sem qualquer arrependimento posso afirmar que sou o oposto de aquilo que me acusas Tu.
    Estou com uma dor horrível no peito de saber agora quanto e mal empregue o tempo que gastei para saber da verdade, da tua personalidade perdida no vasto tempo em que pensas que és alguém, quando na verdade não deixas de ser um farrapo humano que anda sem rumo aqui ou até mesmo na vida real, não tens lugar próprio para estar e muito menos sabes do que falas ou do que me acusas Tu.
    Ponderei em me calar, ou até esquecer as coisas, mas não, não poderia passar por alto tão vil e infame acusação vinda de alguém que penso que tem cultura suficiente para saber o que diz e fala, até porque tem uma personalidade a defender do que andar como se a vida fosse brisas do tempo jogadas sem marcas em ti, olhando-te bem de frente cheguei à triste conclusão que foi uma autentica desilusão o tempo que perdi em te conhecer, e até fico com pavor que teus avanços e recuos ainda tenham efeitos no futuro.
    Mas ao mesmo tempo não deixa de ser engraçado recuar no tempo e ver meu passado, alguns erros no caminho mas reparados, também reparei nele que me jogaram pedras por não saberem quem eu era, agora sem mesmo eu querer me prenunciar assim, chego à triste conclusão de dizer que Tu és persona non grata na minha caminhada futura, nem mais poderei até querer olhar para a tua triste figura de farrapo humano em que te tornas-te Tu.
    Reconheço em tudo que passou teve momentos bons, uns altos, outros baixos e depois de tudo esmiuçado nada tinha de conteúdo, mas que mais posso eu dizer, a sociedade moderna é assim, os mais fortes prevalecem seguindo e os fracos de espírito o castigo.
    Sou um ser humano que muitas vezes caiu em suas fraquezas peculiares, levantei-me tantas como as que caí, mas quem és TU abaixo do céu para me julgares? Quem és TU para me condenares?
    Olha-te no espelho e no dedo que me apontas, pondera no acerto dos outros quatro que te apontam criatura!

    by mghorta




    16 de abril de 2015

    Horrível Sanidade.





    Carrego em mim os genes da leviandade, nos ombros o peso insaciável de amar, o constante desejo de ser preenchido, completo, seduzido.
    O mundano parecer quando a entrega é total, ao fugir da noção da realidade, com o passar do tempo solto as amarras da vida para enterro de paixão e tesão.
    Tenho em mim os genes do amor, adoro corpos estropiados pelo sexo, os fortuitos momentos do pecado sem freios e pudores.
    Amo corpos sexuados, adoro o odor característico que se solta da pele suada das amantes. Amo os corpos perdidos em partilha, desprovidos, perfumados, nus, justificados pelo desejo, opulência e volúpia.

    ''Tornei-me insano, com longos intervalos de uma horrível sanidade.''
                                                                                                             (Edgar  Poe)

    by mghorta  (Mamas à Solta)


    Soneto Esdrúxulo.



    Satírico, disléxico e utópico 


    retórico, romântico e errático 


    serigráficos, anárquicas, enfáticos 


    verdadeiro, autêntico, entrópico 


    sacrilégio, diferente caótico 


    geométricas, fac-símiles simbólicas 


    cleptomaníacos católicos espíritos 


    morcegos, os astrónomos, assimptótica 


    maníacos satânicos cianeto 


    cilíndrico elvense e o sonho 


    negrito, aracnídeos e táctica 


     anelídeos esófago e similares 


    dentro de partículas esféricas 


    asmáticos diabólicas e rítmicas.


    (Mamas à Solta)


    Traição!


    Alma é triste, muito triste
    de uma pobre traidora,
    esgueira-se como cobra na sombra,
    entre ruelas sujas e corredores.

    Sua vida é se escondendo,

    sem vergonha ou identidade,
    iludindo as pessoas
    fingindo afectos ou lealdade.

    Usando mascaras, fazendo lipo,

    encena papéis ateatrado,
    nos apeadeiros da vida,
    fazendo papel de palhaça.

    Esquece-se que o tempo passa depressa,

    quando acorda apercebe-se só,
    deixando nas curvaturas do caminho,
    o amor e a família sem dó.

    by mghorta  ( Mamas à Solta)



    Olhos perdidos de desejo...




    -
    ... perdido em teus espaços,
    pele rosada de tuas coxas,
    palavras soltas de tua boca,
    singular mulher louca, 
    na sombra de meus receios,
    de uma beleza sem igual.

    Sorrisos rasgados no prazer,
    em lágrimas de alegria,
    um passado escondido desejado,
    ousados momentos,
    gritados numa insana loucura,
    para que mais ninguém saber.

    Leio-te entre linhas,
    palavras masturbadas,
    pintadas em arco-íris,
    decoradas em pétalas de flores,
    nesses olhos lavrados de desejo.
    no nosso amor que detinhas.



    by mghorta  ( Mamas à Solta )




    De Preto e branco


    Amada minha...



    Amada minha,
    que andas pelas fendas das penas,
    no oculto das ladeiras,
    mostra-me o teu semblante,
    faz-me ouvir tua voz,
    porque a tua voz é doce,
    e o teu semblante formoso.

    by mghorta  ( Cânticos de Salomão )


    15 de abril de 2015

    Não me Acuses...



    ... mas manda-me Flores.


    Para Toda a Vida.




    Sinceridade.




    Sem Retorno.




    Cuidado!




    O Medo!




    Não Mudo.




    Somos Livres.




    Consequências.




    Vem cá...




    Tem Coisas a Esquecer!




    De FRASES


    Brincar com o Fogo!




    Amizade & Amor




    Tudo é Figurino!!!




    Sofrer por Amor!



    Quem disser que o amor se resume simplesmente ao carinho, as vontades de estar por perto, 
    cuidar de alguém e nunca ver sofrer a quem se
    ama, não sabe o que é sofrer por Amor.
    Por mais que possa opinar sobre
     sofrer por Amor não são causas, 
    mas sim as consequências do desamor.

    by mghorta


    14 de abril de 2015

    Quero que me Vejas como Sou...



    Com o tempo perceberemos que o importante de ontem, hoje não tem mais importância, e por maior que seja o medo de errar, continuaremos errando a todo o momento e insistir no meu erro.
    Poderemos até olhar de frente para as coisas, e ver que se se estão ajeitando ao ponto de pensarmos que é correcto, no entanto aos olhos de outros, notarão que as escolhas não serão as melhores e muito menos as mais acertadas.

    Nosso maior medo é magoar as pessoas, tal como eu já magoei algumas antes, mas por vezes tudo isso é um processo inevitável, se porventura fizermos uma escolha definitiva, alguém no seu contexto irá sofrer com isso, e por mais que saiamos ao encontro das escolhas, ou talvez digamos não, teremos que fazer as decisões que um dia irão ser significativas para o resto da vida e ser a história que iremos recordar por todo o tempo, aqui teremos um lado que iremos quebrar com as atitudes que tomaremos, certas ou erradas.

    Por outro lado, tudo o que terei sonhado anteriormente, sozinho me proponho a conquistar passo a passo, adquirindo confiança, segurança e maturidade, tudo isso sem o apoio de terceiros.
    Aqui vou alcançando a felicidade momentânea, pois essa mesma não dura sempre, dado que são momentos.
    Obstáculos terei no caminho, para seguir em frente preciso de ser forte, mas se porventura nos cruzarmos no mesmo trilho, é porque uma razão existe para que tal aconteça, dado certo é que nada acontece ao acaso.

    Amigos surgirão em todos os cantos, uns para confortar na tristeza, outros para participar nas alegrias, é isso que se espera dos verdadeiros amigos, será que o somos suficientes e preparados para isso?

    Porventura será que todas as mulheres que se aproximam de uma homem com segundas intenções?

    Sinceramente não o sei, poucas que se cruzaram no meu trajecto de vivência que tivessem segundas intenções, somente mesmo tu fizeste moça, falas de uma maneira certeira, tens sumo, mas porém a demora é enorme na entrega...
    Nos avanços e nos recuos, nas brigas e nas lágrimas, só acho mesmo que precisamos abrir os olhos, a mente e os braços e partir...
    Existe lá fora um mundo voraz, acostumamos-nos sempre aos meus hábitos, às mesmas pessoas, mas para sucesso é necessário mudanças, sair para ver o mundo diferente que nos espera.

    Por mais que eu escreva, nunca será o suficiente para expressar o que sinto, as dores ou até mesmo as alegrias, à noite na minha cama vou expressando a minha solidão, não tenho travesseiro para conselhos, muito menos almofada para molhar com choros.

    No entanto quando amanhece, estou habilitado para olhar de novo o mundo lá fora, sorrir quando posso, pois com esse sorriso derrubo a inveja de outros, a tristeza de quem me olha ou queriam que eu tombasse de vez,  é aqui que eu acordo e sei que não sou louco, muito menos um doido varrido, porém é aqui que eu quero que me vejas como SOU.

    by mghorta