6 de março de 2015

Tão Sozinho!



Ás vezes no silêncio da noite,
fico imaginando nós dois,
eu aqui sonhando acordado,
pensando o antes, agora e amanha.

Por vezes me sinto tão solto,
porque não te colas em mim,
porque me deixas tão sozinho?

Não sou nem quero ser teu dono,
mas teus carinhos caiem tão bem em mim,
tenho meus desejos e planos secretos,
só te conto para ti e mais ninguém.

Não, não te vais embora,
não me esqueças nunca...

Quando a gente se gosta,
é natural que nos cuidamos,
fala para mim amor,
mas não da boca para fora!

by mghorta   (citando Caetano Veloso)







Sem comentários:

Enviar um comentário