22 de março de 2015

Baloiço dos sonhos.


No jardim de minha infância
um baloiço deixou lembranças,
lá ficaram os sonhos de menino,
balouçando fantasias de criança.

Em menino no baloiço cantava,
os sons se espalharam pelo jardim,
quanto mais o baloiço balançava,
mais alto cantava o menino.

O menino não falava de amores,
apenas brincava a balançar,
ia sorrindo para as flores,
e somente vivia a sonhar.

O menino deixou de ser criança,
não morreu dentro dele o menino,
queria de novo ter o baloiço que balança,
mas o baloiço já não está mais naquele jardim.

by mghorta


4 comentários: