5 de fevereiro de 2015

Verdadeira Amizade.



Amizade não é somente uma palavra, é mais que uma simples união, é mais que um sonho, ultrapassa a linha da realidade, é um elo de confiança, é um rio de sentimento, é um campo de batalha para se defender, é proteger nosso amigo/a, é o querer mais e mais, é mais do simplesmente estar, é olhar para lá do olhar límpido do nosso interlocutor, é enxergar para lá do impossível, é mais do que posso transmitir, é maior que tudo à base de uma verdadeira amizade, é suportar as dores e confortar, é cumplicidade, desta forma nunca estarei só nem tu amiga/o.

Quando pelo simples Olá surgiste na minha página, pensei que tudo seria fugaz e logo se esfumasse como fumo de um cigarro em café quezilento, que fosse uma travessia internauta e de seguida saísses do horizonte como uma nuvem passageira, como que o comboio lá longe te viu partir, enfim uma enormidade de coisas que poderíamos pensar que seria...

Serena/o ficaste em meu espaço, e porque não nos meus espaços e com toda a serenidade percorres as minhas letras, nelas ficas tentada/o a escrever algo ou até acrescentar mais um Olá, mas não o fazes porque a tua serenidade interior é tanta que não cabe no peito, queres a desbravar pelo espaço e gritar com fúria e continuadamente proferires mais que um simples Olá, correr com gana e dizer sem pudor o que der na gana sobre a amizade que criamos em redor do olhar, pelas letras escritas com a simplicidade de meninos, mimados mas marotos na cumplicidade de quem quer se estimar, porque amizade verdadeira é isso, é querer e ao mesmo tempo não querer, é prosseguir e de alguma forma deixar de andar, é ouvir e até ser surdo, é ser mudo e guardar como que fosse cofre dos acontecimentos que a nossa condição adulta conhece e depois saber que dentro de nós existe a meninice e romantice de saber conter no peito as dores que tudo isso acarreta com a verdadeira amizade que tornou o nosso simples Olá e o cruzar de olhares que tivemos.

Tem gente que até pode ironizar com a simples amizade que temos, não como aquelas amizades coloridas que nasce, acaba de forma querendo o que não devemos querer, termina quando se transpõe o impossível e passa ao estado de desejar não o dedo mas todo o corpo, isso não é amizade, ultrapassa os sentidos do humano e deixa de ser o que sinto e quero continuar a ter quanto à nossa singela, pura e livre amizade de amar como amiga/o e não como os olhos que nos querem culpar de algo sem sentido.

Em suma, a amizade sincera é aquela que supera todas as crises, os fracassos de um e do outro num simples culminar de um beijo, um aperto de mão ou um forte abraço, é aquela que encaramos de uma forma ordeira, plena e olhamos os problemas de cara a cara, olho no olho.

Amizade confiante naquilo que fizemos, que proferimos em instantes e momentos que consensualizamos aqui ou acolá, na alegria ou na dor, nas amarguras ou até mesmo no Amor.

Não temos falsidade, qualquer interesse que vá além dos limites, sabemos o nosso lugar e tudo fazemos em prol como que se nada houvesse.

Amizade que criamos é duradoura, é como que a palavra do verbo que é eterno, é para toda a Vida dentro do respeito mutuo que queremos ter um pelo o outro/a, como que se fosse assim eternamente.

Terminando eu te digo em verdade hoje, que como amigo/a te digo em voz alta, mais vale a amizade sentida do que aquela que se torna representada, ou seja como se diz na gíria: 'prefiro cair em graça do que ser engraçadinho'.

by mghorta


Sem comentários:

Enviar um comentário