25 de fevereiro de 2015

Pássaros feridos.



Feridos e sozinhos,
escondidos e iludidos,
asas quebradas no ninho,
pelas dores do coração,
tristes e sem sonhos,
na imensa solidão,
prisioneiros sem beleza,
imperfeitos e errantes,
distantes e magoados,
rastejando pelo chão,
perdidos no tempo,
sem vida e sofridos,
banidos e sem abrigo,
odiados sem razão,
somos pássaros sem amigos,
mortos e em extinção.

by mghorta 


Sem comentários:

Enviar um comentário