25 de janeiro de 2015

Quero mais...



Queria que tudo fosse novo de novo, não ter qualquer receio, não sentir medo, entregar-me mais, aventurar-me aos excessos, amar mais.

Correr até cansar, conduzir até onde possa viajar, aproveitar os dias para estar com meus amigos, abraçar os que não abracei por inteiro, fazê-lo sem qualquer limitação e proibição.

Queria que o relógio parasse no tempo, morar sozinho para ter meus momentos de reflexão, dançar não posso mas gostaria de fazer outras loucuras, comer até me deliciar com tudo sem olhar para o vizinho, sorrir muito mais do que rio, chorar menos e ajudar outros em demasia.

Andar de cadeira pelos jardins, olhar a beleza das flores e ser feliz, preciso de sossego, preciso não ter medo, queria tomar Sol e mais banhos de água das chuvadas de final de Verão, necessito de concentração no meu coração mas também quero delirar mais com emoção.

Não queria esperar muito mais, preciso de fazer muito mais do que aquilo que faço, ir ao teu encontro, pedir-te perdão por aquilo que devia ter feito mais e não fiz, experimentar mais, que o menos e o medo não seja travão, por fim quero mais e muito mais do que ter simplesmente mais medo.

by mghorta      (citando Pessoa)


Sem comentários:

Enviar um comentário