30 de novembro de 2014

Sabes Amor!




... Hoje eram 5,30 da manha,
um bip de sms no meu tlm,
acordei ensonado,
eras tu numa mensagem no face,
só não devolvi porque não tinha saldo,
6,35 da manha outro bip sms,
fiquei feliz,
imaginei-te aninhada no meu colo,
estavas a meu lado,
me acordavas com ternura,
tão bom te sentir amor!
Estou louco, simplesmente louco,
abençoada loucura porque existes de verdade,
somos dois loucos amantes de verdade Amor!

by mghorta  (Citando Mamas à Solta)



Não sei mentir.





Não quero omitir,
muito menos mentir,
como a rosa tem espinhos,
a vida espinhos tem,
ambos juntos causam dor,
quando falta o amor.
O céu me prometeram,
mas no inferno sou traído,
se o pecado não agrada a anjos,
os demónios me atrai-em.
Em terra de cegos,
quem tem um olho é rei,
caminhos sem roca,
trilhos sem grei,
procuro um lugar,
um poiso para dormir,
de olhos abertos estou farto,
espero que um revolver resolva,
testa suada de medo,
porque não sei mentir,
muito menos omitir.

by mghorta     (fonte de Mamas à Solta)


27 de novembro de 2014

Horas...



Amigo tem horas,
mas tem certas horas,
que não precisamos de paixão desmedida,
muito menos queremos beijos na boca,
nem mesmo desejamos corpos na cama,
na macieza dos  Lençóis acetinados...

Mas tem certas horas,
que só queremos a mão no ombro,
o abraço apertado,
ou mesmo o estar presente,
ali quietinho ao Lado,
sem mesmo nada dizer...

Mas tem certas horas,
quando estamos quase a chorar,
que necessitamos da presença amiga,
ouvindo-nos pacientemente,
brincando com a gente,
e fazer-nos algo para Sorrir...

Alguém que sorria com nossas piadas,
que ache as nossas tristezas as maiores do mundo,
ou que nos teça  Elogios  sem rodeios,
mas apesar de todas nossas mentiras úteis,
nos seja de uma sinceridade inquestionável...

Alguém que nos mande Calar a boca,
ou nos evite gestos desnecessários,
alguém amiga que nos possa dizer,
acho que erraste...
MAS ESTOU A TEU LADO,
OU ATÉ MESMO DIGA: AMO VOCÊ!

by mghorta


Coração!


Se tens um Coração de Ferro,
bom proveito.
O meu,
fizeram-no de Carne
e sangra todo o Dia.

Saramago


Suspeição !



Não sei nem mais que dizer,
o que sinto neste momento,
se é Amor por você,
ou simplesmente amizade,
ou até talvez Paixão...
Mas suspeito fortemente,
que seja tudo isso Junto!

by mghorta

Paragem do autocarro.


Não deixe o Amor passar, quando encontrar e esse alguém fizer seu Coração parar de funcionar por alguns momentos, preste atenção;
pode ser a pessoa mais importante de sua vida.

Se os olhares se cruzarem, olho no olho e, nesse momento, houver brilho e química entre eles, fique de alerta;
Pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia que parou naquela paragem.

Se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e se os olhos se encherem de d'água nesse momento, é sinónimo;
Existe algo de Mágico entre vocês.

Se o primeiro e o último pensamento do dia for essa pessoa, se a vontade de estar de novo juntos apertar o coração;
Agradeça a Deus por lhe ter mando um Presente, o Amor.

Por isso, preste atenção aos sinais, não deixe de embarcar nessa paragem, deixe-se de loucuras vãs que são proporcionadas no dia-a-dia que deixam cego para a melhor coisa que a vida tem;

by mghorta


Juramento.



Dedução do coração,
não, por mais que teimam,
nunca acabarão com o amor,
nem propriamente com as rugas,
muito menos com os cabelos brancos,
nem mesmo com a distância.
Está provado,
concluído e pensado,
feito e verificado.
Sendo assim me levanto,
solenemente no instante,
fazendo um Juramento,
gosto por gostar,
amo firmemente,
fidelizo-me inteiro,
e verdadeiramente.

by mghorta

Preciso!


Gosto e Preciso de ti,
mas quero logo explicar,
não gosto porque preciso.
Preciso sim, por gostar:

by mghorta


Solidão!


''Quem disse que 
a solidão é triste?
A solidão não existe!
a solidão é o grito,
gerado num conflito,
é o Silêncio calado,
a solidão é lembrança,
que fere como uma lança,
é aquela alma perdida,
que se cansa e deixa a vida,
a solidão é paz,
é turbulência Fugaz,
é a constante procura.
Onde estou, ou estás?
A solidão é triste?
A Solidão não existe!''

by mghorta


26 de novembro de 2014

Cego e surdo !



- Não é necessário mostrar a beleza aos cegos,
nem dizer verdade aos surdos;
- Mas não minta para quem te escuta,
nem decepcione os olhos de quem te admira.

by mghorta


Um dia...

'' Um dia,
vieram e levaram meu vizinho que era Judeu,
como não sou Judeu, pouco me importa.

No dia seguinte, 
vieram e levaram meu outro vizinho que era comuna.
Como não sou comunista, não me incomodei.

No terceiro dia,
vieram e levaram meu vizinho católico.
Como não sou católico, não me incomodei.

No quarto dia,
vieram e me levaram.
Já não havia mais ninguém para reclamar''.

25 de novembro de 2014

Já fiz de tudo...


Já escondi um Amor medroso por o perder, já perdi um Amor por escondê-lo.
Já segurei na mãos de alguém por medo, já tive medo medonho, ao ponto de nem sentir as minhas próprias mãos.
Já corri com pessoas que amei da minha vida, já me arrependi mil vez por o ter feito.
Já chorei noites sem fim sem pegar sono, já adormeci feliz e satisfeito, ao ponto de nem ser capaz de fechar os olhos.
Já acreditei em amores impossíveis, já acreditei em amores perfeitos, já decepcionei pessoas que me amavam.
Já passei horas a ver meu reflexo no espelho para me reencontrar, já tive incertezas e certezas de mim, ao ponto de querer SUMIR.
Já menti e momentos depois me arrependi, já também falei verdade e me arrependi do mesmo modo.
Já fingi não dar importância às pessoas que amava, para mais tarde chorar quieto num canto sozinho.
Já sorri chorando de tristeza, já chorei de tanto sorrir.
Já acreditei em pessoas que não valiam um chavo, já deixei de acreditar nas que realmente tinha verdadeiro valor.
Já tive crises de riso quando não tinha motivos para  o fazer.
Já quebrei coisas e esmurrei paredes com raiva de mim próprio.
Já senti falta de alguém, mas me silenciei com medo.
Já gritei quando devia estar calado, já me calei quando devia gritar.
Já deixei de falar o que penso para agradar a uns, outras vezes falei o que não pensei para magoar outros.
Já fingi ser o que não sou para agradar alguém, já fingi ser ninguém para desagradar a outros.
Já contei histórias e anedotas sem graça, apenas para ver um amigo feliz sorrindo.
Já inventei contos com final feliz para dar esperança a quem precisava.
Já sonhei em demasia, ao ponto de confundir com a realidade quando acordado.
Já tive medo do escuro, hoje no escuro me sinto bem.
Já caí tantas as vezes que perdi conto, já me reergui outras tantas vezes.
Já achei que nunca mais cairia, mas já voltei a cair de novo.
Já liguei para quem não queria, apenas para ligar para quem realmente deveria ter ligado.
Já corri atrás de carro, porque nele seguia quem eu amava.
Já corri ao lado de comboio, porque na janela do mesmo seguiu quem eu deveria ter amado.
Já fui pobre, já fui rico, hoje já nem remediado sou.
Já clamei por minha mãe no meio da noite para fugir de um pesadelo, mas já nem ela me acalentou, virou mais pesadelo não a ter por perto.
Já chamei pessoas de amigo, já descobri que não eram.
Já teve pessoas que nada eram para  mim, e sempre foram elas que se tornaram especiais para mim.
Já não existe fórmulas acertadas, porque já não acerto de vez!
Já não se mostre esperar por mim, porque vou seguir meu trilho!
Já não me façam ser o que não pretendo ser, porque já sei que sou diferente!
Já não tenho motivos para amar metades, já não sei mentir nem viver mentiras, não sei voar com as rodas pelo chão.
Já sei que sou sempre o mesmo, mas não sei se o serei o mesmo para todo sempre!
Já provei venenos, já tomei bebidas amargas, já provei drogas, já tive das ideias mais profanas e culposas do mundo, já tive pensamentos complexos, já tive sentimentos atrozes.
Já estou com um apetite insaciável, já estou com delírios ferozes.
Já estou a precisar que me empurrem para o abismo, já pensei o que direi;
- QUE ME IMPORTA? 
- EU ADORO VOAR!

by mghorta       (Já Fiz Tudo)


24 de novembro de 2014

Mulher carente!





Não sou filosofo, nem escritor, ou até mesmo doutor, muito menos conselheiro, mas me apercebo que as mulheres estão muito carentes, não interessa a idade. Medo da solidão, elas fazem qualquer coisa para que não fiquem sós, redes sociais, um gato, um cão, no dia a dia, elas correm mil uma forma para que não fiquem segundos sós. Por vezes até perdem a dignidade em troca de algumas horas de companhia.

A troco de restos de atenção, submetem-se a caprichos, maus tratos, são exploradas e sujeitas a traições. Os homens mais baixos de valores humanos, são a estes que mulher carente atrai. Homem que diz que vai hoje e não volta, diz que liga e passa semanas sem ligar, promete ir jantar e desmarca em cima da hora, e muito menos quer compromissos futuros, apenas explora a situação da abandonada.

Até quando você carente vai deixar que estes crápulas da sociedade abusem de sua condição?
Tem medo de ficar só e sujeita-se aos maus tratos e humilhação? Sua própria companhia é a melhor do mundo, ames-se a si, só você se ama incondicionalmente, deixe-se de lamurias e não pareça um pudim flan que treme logo que veja homem, porque essa condição só atraia raia miúda, fruta do chão. 

Não caminhe na rua insegura, não olhe para a calçada que não é nela que encontra respostas, caminhe segura e sempre olhando em frente. Não espere sms no telemóvel por este ou aquele que lhe prometeu lhe ligar, vá às compras, vá visitar uma amiga, saia da rotina bem bonita e desenxovalhada. 

A primeira coisa que mulher carente deve fazer é ter auto-estima própria, nunca pensar em outros mas em si mesma, nunca pensar que o homem com quem está saindo é o único no mundo. Se mostrar carência, você mulher vira péssima, fica velha e feia, sem sal e sem atractivos. Nesse estado vegetativo, mulher assim não vai encontrar o homem da vida que até pode estar ao virar de uma esquina, tudo no seu tempo acontece.

Mulher decidida, enérgica e toda afoita são boas companhias, estas não choramingam restos de companhia de homens, momentos maravilhosos sucedem-se repetitivos se tiver uma postura frontal e alegre.

As decididas não se importam de passar com amigas, com parentes ou até mesmo por vezes ficar sós, porque é próprio para que ganhem o ego de mulher não carente. Elas não procuram despertar atenção de homens, estas mulheres sabem o que pretendem e seguem suas rotinas seguras e sempre na mira de que tudo a seu tempo volte.

Mulher de venta erguida, não admite que escumalha de homem se aproxime, até mesmo os que pensam que são engatatões se atreverão chegar perto de mulher guerreira, decidida, pronta, segura, esses não comem pão de mão dela.

Por fim, não termine, reaja, levante a cabeça, as carências são para mulher saloia, mulher especial, segura, guerreira e pronta vai à luta e arrasa quando deixa seu perfume nos ares.

by mghorta       (citando by mghorta)



22 de novembro de 2014

Quero um abraço teu...



Tem abraços que nos fazem sorrir por dentro.
Retiram da nossa mente o que não nos faz falta.
Abraços que se moldam à nossa alma (corpo).
Há abraços poderosos,
com muita vontade,
que se enquadram,
que se encaixem,
que nos amparam,
que nos arrebatam os sentidos,
que nos fazem arrepiar,
que nos fundem cheiros Amorosos,
que se provam e deixam a vontade de repetir,
uma, outra e outras mais vezes.
Abraços que mesmo que durem um momento,
permanecem quentes no corpo depois de os abraços se ausentarem.
Abraços que ficam eternizados, marcados em nosso corpo.
Há abraços, o  Teu abraço,
sabes quanto poder que teu abraço tem em mim?

by mghorta



Nada como o Tempo.





Com o tempo, vais perceber que para ser feliz com outra pessoa, precisas em primeiro lugar, não precisar dela.

Percebes também que aquele alguém que você ama (ou acha que ama) e que não quer contigo, definitivamente não é o 'alguém' da sua vida.

Aprendes a gostar de ti próprio, a cuidar de ti mesmo, a gostar de quem também gosta de ti.

O segredo é não correr atrás de borboletas, é cuidar do jardim para que ela poisem.

No final de contas, tu vais achar não quem estavas procurando, mas quem estava te procurando!

by mghorta       (citando by mghorta)


19 de novembro de 2014

Impossível !



No futuro, algum dia eu espero Amor, calor humano mesmo que venha do zero, nem tudo é assim tão simples e sabendo eu de-cor e salteado, que poderei esperar ou até mesmo desejar.
Vou semeando, para que num próximo futuro possa talvez colher fruto, poderá demorar a colheita, mas mais tarde ou mais cedo o tempo fará a sua recolha.
A vida é um carrossel, sobe e desce tal e qual como as marés, umas vezes em cima e outras em baixo.
Para se ser feliz nem todos os conseguem, até mesmo o palhaço de circo tem momentos de tristeza, não precisa de ser modelo de telenovelas, nem sequer ser a rainha do Sabá, mas que preciso talvez de alguém e ter motivo sóbrio para lutar por ele, eu sei quanto custa sonhar.
Algum dia aparecerá talvez, de impossível só mesmo o difícil, nele nascerá Amor ao invés de mentiras, nele surgirão lágrimas de alegria, talvez harmonia e sem maldade, talvez a simplicidade da Vida.
Algum dia talvez a melancolia dará lugar a melodia, mais música e letra para alegrar o coração, mais sorrisos ao invés de ralhos, mais Amor em vez desamor.
Não sei quem poderás ser, digas tu quem sois, sacude as poeiras e surge, vem na tempestade de meus medos e livra-me das incertezas, livra-me do incerto futuro e faz-me feliz Talvez.
Promessas do Messias, profecias por cumprir, meu futuro talvez passe por Babilónia, utopia ou certeza de que algum dia o sonho vire ao cumprimento do meu estado impossível.

by mghorta

Demência.



Meu Presente é duro, vil e nada tem de consistente, serei eu demente?

No futuro precisava de ter um amor, nele encontrar a paciência de ouvir meus dramas, a calma de aguentar minhas crises, a delicadeza de me enxugar as Lágrimas, ter força para me suportar ao colo, a sabedoria de de mar a mão quanto a tristeza me invade, quando tudo é triste me fazer sorrir.

Meu Futuro vai ser uma comédia, suspense, romance, drama e realidade de um ser ferido pelo infortuno da vida meu Amor, nele quero te ter ao meu lado para teres a capacidade de me roubar um sorriso, mil beijos e roubar meu coração por inteiro.

Não vou te pedir nada meu Amor, muito menos te cobrar algo de aquilo que tu não me possas dar, mas uma coisa exijo. Quando estiveres comigo, sejas toda minha, de corpo e alma. Às vezes mais alma, outras mais Corpo.

No intervalos, por favor não seja metade, não me venhas com falsas promessas, porque eu sei minhas limitações e também não te posso prometer presentes caros.

Não sou utensílio para venda, nem me importo onde moras, só preciso de saber que tu vens Amor e sabes o caminho até mim. 

Não interessa quanto ganhas, quero saber o que é que ganho quando estás comigo, um segundo, uma hora, um dia, uma semana e quem sabe se no Futuro.

Perdi a demência sabendo que no futuro te terei meu Amor.

by mghorta




(Desenhos de José Miguel Silva)


17 de novembro de 2014

Triste...



É um dia triste sem você,
não saber porque se foi,
olhei o horizonte de alto,
visualizei vestígios de Silêncio.

by mghorta

16 de novembro de 2014

Bom domingo com ternura.






Quem sou EU ?



Começo por não ter a certeza de quem SOU EU?!
Não deixa de ser dilema que ultrapassa quase o trigésimo_trilema.

Em qualquer loja não passo de ser CLIENTE.

No comes e bebes FREGUÊS.

Quando alugo casa ou quarto INQUILINO.

Viajo de autocarro, comboio ou à boleia PASSAGEIRO.

Nos correio REMETENTE.

No supermercado ou outro lugar de compras CONSUMIDOR.

Serviços sociais e afins UTENTE.

Para o Governo mesmo que desgovernado CONTRIBUINTE.

Se vendo algo importado sou CONTRABANDISTA.

Se revendo algo ou troco, sou VIGARISTA.

Não pago impostos sou SONEGADOR.

Se descubro maneira de pagar menos na EDP ou em outra coisa, sou CORRUPTO.

Roubo um pão na loja sou LADRÃO.

Roubo uns milhões à banca e ao estado sou HERÓI.

Para a mesa de voto sou ELEITOR.

Para a cidadania sou cidadão COMUM. 

Para os sindicatos sou MASSA SALARIAL.

Em viagem no estrangeiro sou TURISTA.

Na rua ou na estrada caminhando sou PALMILHANTE (pedestre).

No passeio sou TRANSEUNTE.

Sou atropelado ACIDENTADO.

Atropelo sou CULPADO.

No Hospital passo a ser PACIENTE.

Nos jornais viro a VITIMA.

Leio um livro sou LEITOR.

Ouço futebol na rádio sou OUVINTE.

A ver ao vivo algo sou ESPECTADOR.

Na televisão passo a ser TELESPECTADOR.

No Estádio da Luz sou ADEPTO.

Vou à igreja, sou IRMÃO.

Vou à capela sou BÊBADO.

Morro uns dirão FINADO, outros DEFUNTO, para alguns EXTINTO, para o povo MAIS QUE DEIXOU DE FUMAR, paras os espiritualistas DESENCARNADO, os evangélicos dirão ARREBATADO, e os demais dirão NO FUNDO ERA BOA PESSOA (depois de enterrado).

Apesar de tudo para os governantes não passo de ser um IMBECIL.

E eu a pensar que um dia quis SIMPLESMENTE SER EU.

Afinal de contas não passo mesmo por ser mais um ANÓNIMO. 



14 de novembro de 2014

Amizade...





'' AMIZADE É AMOR '' photo amigos2.jpg

As cores do Amor





'' CORES DO AMOR '' photo Amoremcores.jpg

Pensamentos




'' PENSAMENTOS '' photo AnaArsnio.jpg

Saudades...




'' ALUGAR MEU CORAÇÃO '' photo AnaArsnio1.jpg

Sem troca.




'' AMOR_DAR SEM TROCA '' photo AnaArsnio2.jpg

O amor não tem barreiras.


'' SEM BARREIRAS '' photo Barreiras.jpg

Poema alentejano.




'' ALENTEJANO_ZÉ DA BOINA '' photo ZdaBoina1.jpg

O amor é lindo...



'' O AMOR É LINDO '' photo Mudardeideias.jpg

Só Você.



Eu quero Penetrar dentro,
de teu corpo com doçura,
no seu olhar entender tudo,
que ele me quer dizer.

Se me ama... ou se me possui!

Queria,
me perder em teus gemidos,
que você só geme-se comigo,
dentro de mim com abraços,
dizer baixinho com carinho,
que gostoso perder-me em ti.

Em teu corpo eu beijo,
apaixonado sentir teu calor,
ouvir tua voz sussurrando Amor,
dizendo; eu quero só você.

by mghorta  (citando Maria Soares)


Ler teu corpo !




Varreu-se a mente sã,
fui acometido de loucura,
quis escrever um poema do teu corpo,
mas não enaltecer tua tatuagem,
sem vocabulário de nudez,
olhando para a pele de teu ventre,
foi aí que encontrei algumas letras soltas,
depois do banho contigo,
insanidade surgiu à tona,
nela folheei páginas molhadas,
agarrado em teu corpo,
ler-te e soletrar teu nome,
foste tu meu anjo meu salva-vidas.

by mghorta (citando Luís Almeida)


9 de novembro de 2014

Maldito Outono.



Fui acometido de uma loucura de escrever algo sobre mim, e aqui me dou teclando no vazio do quarto como que as palavras apresentassem-se soltas pelas paredes ou tecto, mas na verdade nada aconteceu disso e fui vasculhar o passado recente.
Nele só encontro tristezas , decepções, ralhos, insultos, desconfianças, incertezas, desamor e mais outras tantas coisas que poderia mencionar, mas não vale a pena.
Chego à conclusão de que amar o impossível é questão do sobrenatural, coisa que minha condição de mortal não está alcançar, por tal e olhando o futuro sem sorrisos, sem luz lá no fundo, creio que só me resta de novo maldizer o Outono, porque é nele que surgem as maiores contradições de meu estado vivo, aquele que eu um dia apregoei aos céus que era a criatura mais feliz do mundo por ter encontrado alguém que me soubesse aceitar tal como sou.
Não sou sobrenatural, nem normal, porque tenho as minhas vertentes boas e más, desejo o que não quero e jogo fora o que quero, pretendo o impossível e desisto do possível, sou cheio de contradições e tumultos vivos, sou de facto um Temporal Vivo, enfim como se diz; 'sou mortal e humano, e errar é...'
É por isso que escrevo estas linhas, errei e não pretendo reparar, quero que tu que lês estas linhas te interiorizes e partas, foi bom nos conhecer-mos, foi bom os momentos que tivemos, mas creio que só temos em nós desencontros, desamor e que aconteceu não passou de lufada de paixão que não dá para continuação, apenas nos levará ao destruir de uma bela amizade, nada mais que isso, uma bela amizade.
Poderás dizer, 'e eu não conto, que será de mim?'.
O mesmo eu posso suscitar, mas como todas as coisas 'tem um começo, também tem um término'.
No entanto não posso deixar de salientar, foi bom sim, maravilhoso, acreditei, tive esperança, adoças-te minha condição, melhoraste meu estado de vivo, mas de uma vez por todas, segue teu caminho que eu ficarei de novo sozinho.
Obrigado por me teres dado amor, mas...
Não dá mesmo, fomos criados de formas diferentes, uma num berço de ouro e outro na rua, temos gostos de que são opostos, tu na alta e eu na baixa, luxos e miséria, alegria e tristeza, basta olhar para a minha condição de 'coxo', porque sei que foi nela que tu deste mais atenção, olhavas pata mim e dizias; 'coitadinho'.
É desta forma que o coitadinho corta de vez, quero de uma vez por todas que não mais me dirijas palavras amorosas, basta que fiquem as recordações, bastam as saudades soltas, chegam as promessas de um futuro risonho, porque na realidade pretendo somente ter a tua amizade.
Vem Inverno, molha e assola-me com teus frios e medos.

by mghorta



7 de novembro de 2014

Lençóis acetinados.



Nos lençóis acetinados perfumados,
recordo-me com doçura o cheiro a coco,
na cama a volúpia do nosso pecado,
sinto sede dos teus beijos e caricias,
chamo em voz alta tua presença,
não sei se são traumas da solidão,
da carne, da alma ou de tudo,
meus olhos percorrem o vazio do quarto,
como que procurando respostas,
mergulho no mar de ilusões,
actos de carências amorosas,
uma certeza porém eu tenho,
ficou os perfumes nos lençóis acetinados.

by mghorta   citando by mghorta